BLOG

Por uma segurança mais inteligente – Startup Weekend Smart Cities

startup weekend smart cities recife

Nosso colaborador Deaulas Neto durante apresentação no Startup Weekend Smart Cities

 

Em geral, quando escutamos “smart cities”, observamos que é um termo ainda pouco relacionado à segurança, principalmente quando comparamos com outras agendas públicas, como mobilidade. Mas como é possível pensar em uma cidade inteligente sem pensar também em soluções inteligentes para proteger a população?

Foi por essa provocação que não pensamos duas vezes em participar do Startup Weekend – Smart Cities que aconteceu entre os dias 9 e 11 de junho no Recife e nos juntar à comunidade de arquitetos, agentes públicos, desenvolvedores e designers para conectar e pensar soluções para cidades.

 

O Startup Weekend Smart Cities

O Startup Weekend é uma rede global que busca conectar empreendedores (e aqueles que desejam se tornar um) com o intuito de inspirar, educar e capacitar equipes e pessoas que estão no caminho para lançar suas startups. O SW entra com a missão promover esse empreendedorismo pelas comunidades locais. Este ano é a primeira vez que a cidade do Recife sedia uma edição do SW temática para Smart Cities.

O evento teve 54 horas para pôr as ideias em prática. Durante o fim de semana, cada equipe foi auxiliada para construir o protótipo da sua startup. O objetivo principal era conseguir validar até o final do evento a viabilidade de cada projeto, ou seja, tentar colocar o seu negócio no mercado, pensando em fatores como: solução a ser desenvolvida, clientes e forma de gerar renda.

 

startup weekend equipe

Nossos colaboradores: Deaulas Neto (camisa vermelha) e Adriano Oliveira (camisa preta)

Para nós, é essencial ver esse espírito de empreendedorismo e inovação sendo disseminado entre membros da nossa equipe. Sem falar na importância de estarmos integrados ao ecossistema de startups local.

Segundo Deaulas, “Foi ótimo trocar experiências com pessoas tão empolgadas com inovação. Principalmente, em um tema tão importante para a nossa empresa como Smart City”.

Adriano explica que ver um projeto ganhar vida em tão pouco tempo é recompensador: “Foi uma experiência muito bacana participar do meu primeiro Startup Weekend e ver minhas expectativas sendo superadas ao desenvolver um projeto inovador durante um final de semana de trabalho duro, o que poderia ser algo chato, mas se tornou bastante interessante.”

 

Avantia no júri dos projetos

Além dos colaboradores que participaram ativamente do evento, a Avantia também teve representantes no júri. Para avaliar as ideias desenvolvidas, foi formado uma bancada de especialistas e, entre eles, estava Eduardo Ferreira Lima, Diretor Comercial da Avantia. Junto a ele, também formaram a bancada: Claudio Nascimento (da OASC), Priscila Lapa (do SEBRAE-PE) e Onicio Neto (da Epitrack).

Bancada do júri

Bancada do júri com presença de Eduardo Ferreira Lima ao centro

 “Fiquei muito feliz de estar aqui. Para nós que desenvolvemos e implantamos tecnologias de segurança para cidades inteligentes é fundamental que observemos o que a comunidade está produzindo e demandando para integrarmos nossas soluções e enxergar novas possibilidades”, explica Eduardo.

Pensar e Agir como uma Startup

Por maior que seja uma organização, o “mindset de startup” é algo que deve trabalho em qualquer ramo de atuação. Mas o que seria isso exatamente? No mercado global que vivemos hoje, o ponto chave é “se mover rápido”. E isso precisa estar disseminado entre todos os colaboradores.

Sem falar que esse pensamento não deve ser exclusivo para aqueles que trabalham com desenvolvimento de software. É comum associar o termo startup a atividades ligadas exclusivamente à tecnologia, mas a postura de não se estagnar diante das evoluções do mercado é um ponto a ser adotados por cada componente da equipe, independente da sua função.

Eduardo complementa essa ideia afirmando que:

“É muito importante trazer os nossos colaboradores para um evento como esse. Em um mundo onde o mais rápido vence o maior, é preciso que toda organização tenha o mindset desenvolvido aqui de pensar MVPs e testá-lo o quanto antes”.