BLOG

Redução de custos, além da mão de obra, com câmeras inteligentes

Câmeras IP

É comum gestores de segurança levantarem questões como Estou gastando muito com segurança? ou Era necessário investir tudo isso?, principalmente, quando está iniciando um projeto de CFTV ou expandindo uma infraestrutura existente. Responder a essas perguntas não é fácil. Cada caso é um caso, pois variáveis tecnológicas, estruturais e até geográficas fazem parte de projeto desse tipo e influenciam de maneira direta o tipo de solução e o seu custo.

Já comentamos aqui em outros posts diversas dicas para redução de custos em sistemas de videomonitoramento. Além disso, também já detalhamos o modelo de contratação de Tecnologia de Segurança como serviço para eliminar a necessidade de grandes aportes iniciais. Mas hoje vamos olhar para os dispositivos que compõe uma solução de segurança de uma maneira diferente.

Segundo o dicionário Aurélio, a palavra “segurança” tem como significado um conjunto de ações e recursos destinados a proteger algo ou alguém. Trazendo esse conceito para o mundo da segurança eletrônica, é fácil visualizar esse conjunto de recursos: câmeras de vigilância, sensores de barreiras, de presença, cabos microfônicos, controles de acessos, entre outras soluções. Todos esses dispositivos possuem aplicações que podem, em vários momentos, ter objetivos de uso parecidos. Porém, eles possuem custos bastante diferentes.

Para ter êxito em uma solução de segurança, não é preciso necessariamente ter uma variedade imensa de tecnologias integradas. Em algumas situações, uma câmera com tecnologia inteligente (embarcada ou não) pode assumir responsabilidades diferentes dentro do projeto.

Câmeras com analíticos podem substituir outros dispositivos

As câmeras IP vêm evoluindo rapidamente e agregando diversas funções. Desde sua missão primária (registro de imagem) à identificação de invasões de perímetro ou até mesmo a realização de reconhecimento facial. Analisando essas funcionalidades novas, percebe-se que uma série de dispositivos individuais que eram necessários para garantir a segurança, em alguns cenários, podem ser substituídos por câmeras; reduzindo a complexidade e, em alguns casos, os custos do projeto.

É comum uma empresa querer um projeto envolvendo câmeras, sensores infravermelho, sensores de barreira, central de alarme, tudo trabalhando de forma integrada. Mas poucos sabem que em alguns casos é possível usar todas essas tecnologias em um mesmo equipamento, ou seja, em uma única câmera. Conseguindo assim, um custo mais baixo na infraestrutura de todo o projeto.

Todo o cenário de aplicação dos equipamentos deve ser estudado pelo analista ou projetista. Não é sempre que uma câmera poderá substituir um outro dispositivo. Contudo, é fácil perceber que em grande parte dos projetos, o uso de uma câmera IP com analíticos de movimento, invasão de perímetro ou objeto deixado, resolvem uma parte significativas dos problemas apresentados pela organização.

 

Esse texto foi escrito por Leandro Cavalcanti, consultor técnico na Avantia.