BLOG

Leitura de placas ou cartão de acesso: qual o melhor para estacionamentos?

Uma das ações que são essenciais na garantia de segurança de um patrimônio é o controle de acesso. Em alguns estacionamentos de universidades ou prédios comerciais, por exemplo, a solução para controle de entrada mais amplamente utilizada é a distribuição de cartões de acesso, porém, muitos gestores ainda encontram falhas nesse método e buscam alternativas para garantir a segurança e bem-estar dos visitantes ao deixarem seus veículos nesses locais. Uma possibilidade é realizar essa liberação através da leitura de placas, processo realizado por câmeras de segurança associadas a softwares de análise inteligente de vídeo e que são posicionadas nos portões dos estacionamentos.

Confira no artigo a seguir as vantagens e desvantagens destas opções e entenda mais sobre cada uma delas.

O controle de acesso é um dos meios de garantir maior segurança em prédios com alto fluxo de pessoas

O controle de acesso é um dos meios de garantir maior segurança em prédios com alto fluxo de pessoas

Liberação por leitura de placas

Essa solução de videomonitoramento funciona da seguinte forma: através da análise inteligente de vídeo, as câmeras de segurança utilizam softwares para realizar automaticamente a leitura das placas de identificação dos carros, motos e caminhões que adentram nos estacionamentos, gerando, em seguida, listas com todas as placas detectadas nas imagens. Confira os prós e contras abaixo.

Vantagens

O primeiro ponto positivo dessa opção é a garantia do registro da totalidade dos veículos que ali circulam. Graças à função das câmeras inteligentes, nenhum carro adentra local sem ser devidamente controlado através das telas na central de monitoramento, fornecendo informações valiosas caso seja necessário buscar posteriormente o horário e o local em que determinado veículo esteve presente. Também é possível cruzar esses registros com bancos de dados para verificar se algum veículo que esteja adentrando a empresa, hospital ou instituição tenha sido roubado ou utilizado para atividades criminosas, o que permite que a equipe de segurança seja avisada em tempo real, já que os alertas são gerados automaticamente.

Em segundo lugar, é possível associar o software de leitura de placas a programas de gestão para liberação de acesso. Com isso, a coordenação da propriedade pode criar listas positivas e negativas, liberando a entrada apenas de funcionários, visitantes e fornecedores cadastrados, que passarão pelas cancelas eletrônicas. A segurança neste caso é um grande fator, pois impede a entrada de quaisquer veículos desconhecidos, fazendo eles passarem primeiramente por um cadastro com a equipe responsável.

Por fim, uma vez que os colaboradores tiverem seus veículos registrados, o processo de liberação de entrada será rápido e prático. Não será necessário aguardar a emissão de tickets de papel ou cartões magnéticos para passar pelas cancelas e nem haverá a necessidade de se dirigir à coordenação em caso de perda desses itens.

Desvantagens

Uma das principais desvantagens dessa solução é o preço, que se apresenta muito mais elevado do que em outras estratégias, como o uso dos cartões. Além de uma grande quantia inicial para realizar toda a instalação dos softwares e conexão adequada com as câmeras do estacionamento, será necessário investimento contínuo a longo prazo para realizar a manutenção dos equipamentos a fim de que funcionem corretamente (impedindo erros no sistema de leitura, atrasos, liberações incorretas, etc).

Outro ponto negativo é que exige um treinamento da equipe de monitoramento (caso você opte por utilizar central na própria empresa ao invés de terceirizar o serviço) e também da equipe da coordenação, que precisará cadastrar individualmente os veículos de todos os novos funcionários. Esse processo inicial é bastante lento e requer a cooperação dos próprios colaboradores para registrarem devidamente suas placas de identificação, sem falar em possíveis mudanças caso alguém troque de veículo.

O sistema de leitura de placas pode ser mais assertivo para controlar o acesso em estacionamentos

O sistema de leitura de placas pode ser mais assertivo para controlar o acesso em estacionamentos

Liberação por cartão de acesso

Essa estratégia é aplicada pela distribuição de cartões magnéticos ou tickets de papel através de catracas eletrônicas nas entradas e saídas dos estacionamentos. É possível implementar essa solução distribuindo cartões iguais para todos motoristas e que devem ser devolvidos ao deixarem o local, ou, ainda, cadastrar cartões especiais para alunos e professores, que não são devolvidos ao deixarem o local, exigindo que os condutores levem o objeto para a universidade diariamente. Confira os prós e contras a seguir.

Vantagens

O preço é um grande benefício neste caso. Esse é um dos principais motivos que torna a solução tão amplamente difundida, não apenas em instituições de ensino, mas em inúmeros negócios como shoppings, hospitais, etc.

Pela sua grande difusão, é um sistema de fácil uso e que a grande maioria dos motoristas já está habituada, não demonstrando dificuldades em aderir ao processo de retirada/apresentação dos cartões nas entradas dos estacionamentos. No caso específico das universidades, por exemplo, que adotem um único tipo de cartão, não há sequer necessidade de treinamento de uma equipe específica para realizar o cadastro de motoristas e placas com seus respectivos cartões.

Como não há utilização de vídeo inteligente, também não ocorre o treinamento ou contratação de uma equipe capacitada para monitorar câmeras inteligentes e realizar buscas de licenças de veículos em bancos de dados. Se o seu estacionamento tiver um sistema de CFTV, não serão adicionados softwares robustos ao seu parque, então não haverá mudança na forma como suas imagens já eram observadas anteriormente.

Desvantagens

A principal desvantagem desse método é que ele depende do uso de um objeto físico para que a liberação ocorra, o que deixa o processo sujeito a diversos tipos de fraudes e perigos. Em instituições que utilizam apenas um tipo de cartão para todos, não há nenhum critério para autorizar entrada de veículos nos empreendimentos, deixando as pessoas sujeita a riscos inesperados. Já em universidades que adotam diferentes cartões para visitantes e alunos, caso um universitário perca ou empreste seu cartão a alguém, facilmente um veículo não autorizado adentrará na propriedade sem ser detectado.

Dessa forma, situações de risco podem ocorrer sem alertas prévios para as equipes de segurança, que não saberão, por exemplo, se um suspeito adentrar o local com veículo roubado. Além disso, as perdas e esquecimentos geram atrasos nas liberações e custos adicionais para a coordenação, que precisará arcar com novos cartões e realizar seus registros novamente.

Deseja realizar um projeto de estacionamento associado ao sistema de câmeras da sua empresa, hospital, fábrica ou instituição de ensino? Entre em contato com a nossa equipe e saiba qual solução atende melhor às suas necessidades específicas.