BLOG

ARTIGO: Como Inteligência Artificial potencializa a segurança pública

*Por Sidarta Varela

Quais hábitos que você possui hoje seriam modificados caso vivesse em um país onde a sensação de segurança nas ruas é elevada? Como um mundo seguro parece para você? A pouca sensação de segurança gera inúmeros impactos em nosso cotidiano, levando-nos a transitarmos de caixa em caixa (Apartamento para Trabalho, Trabalho para escola dos filhos, Escola dos filhos para casa), fazendo com que aproveitemos cada vez menos a cidade e suas belezas.

Esse contexto impulsiona a busca das autoridades de segurança do país em novas formas de garantir uma grande escala e profundidade do serviço de segurança prestado, mesmo com recursos incompatíveis com o tamanho do problema que enfrentamos. Para as soluções abaixo, considere a problemática: “Como aumentar a sensação de segurança da população, diante da impossibilidade de aumentar o efetivo policial na quantidade necessária?”.

 

A evolução de analíticos de vídeo podem detectar até o porte de armas.

A evolução de analíticos de vídeo podem detectar até o porte de armas.

1 Monitoramento automatizado e integrado com a cidade.

A utilização de Inteligência Artificial com Aprendizado de máquina vem tornando possível a construção de soluções que aprendam de acordo com o contexto de cada local, possibilitando um nível de adaptação extremamente elevado.

Os Analíticos de vídeo vêm evoluindo bastante com o uso de I.A, sendo utilizados em aplicações simples como a detecção de alguém pulando um muro, até aplicações que são capazes de identificar pessoas portando armas na rua e/ou agredindo outras pessoas.

Os Analíticos de áudio também vêm ganhando cada vez mais espaço, com algumas soluções sendo capazes de detectar sons de tiros, batidas de carros ou tumultos e automaticamente enviar um alerta para as autoridades responsáveis. Com tecnologias analíticas a polícia pode descobrir em tempo real ocorrências, e avaliar quais apresentam maior necessidade de urgência diante de parâmetros como por exemplo armas de fogo presentes.

A tecnologia do Áudio Alerta eleva a eficiência dos sistemas de segurança utilizando sensores de áudio para monitorar ambientes e detectar eventos como tiros, explosões e batidas.

A tecnologia com inteligência artificial do Áudio Alerta eleva a eficiência dos sistemas de segurança utilizando sensores de áudio para monitorar ambientes e detectar eventos como tiros, explosões e batidas.

2Monitoramento colaborativo. O Brasileiro é um dos cidadãos do mundo que mais passa tempo conectado à Internet (3º maior), com uma média de mais de 9 horas por dia (HootSuite e We Are Social). Desse tempo, 4 horas e 21 minutos é no telefone (2º maior). Além disso, de acordo com o IBGE, 94,5% dos Brasileiros que utilizam a Internet utilizam aplicativos de trocas de mensagem.

Os números só reforçam o que já sabemos: O Brasileiro gosta de usar a Internet e gosta de aproveitar o poder dela para se comunicar com os outros. Isso demonstra um imenso potencial de colaboração digital da população, tanto com as Polícias como também com outros civis. Através dessa interface digital, as pessoas podem avisar sobre situações de perigo, e informar mais detalhes do que os disponíveis pelo telefone, facilitando a vida da Polícia no que diz respeito à trotes e informações vagas.

Imagem de vídeo que viralizou em Recife, gerando comoção da população e rápida ação da Polícia. (Foto: Reprodução)

Imagem de vídeo que viralizou em Recife, gerando comoção da população e rápida ação da Polícia. (Foto: Reprodução)

Também é uma grande oportunidade de colaboração o compartilhamento das imagens de suas câmeras externas de segurança, criando uma Rede de colaboração com o estado e até com seus próprios vizinhos, que podem contribuir na “vigilância” da rua. Para finalizar, eu te convido para algumas reflexões: “Como seria o sentimento de segurança em minha cidade? O que eu faria de diferente?” “Qual é meu papel em ajudar a garantir a segurança da cidade? Eu estou disposto(a) a contribuir mais ativamente se for disponibilizado um meio para isso?”

Sidarta Varela, Coordenador de Produtos na Avantia

Sidarta Varela, Coordenador de Produtos na Avantia

* Sidarta Varela é Graduando em Sistemas de Informação do Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Sidarta Varela foi Presidente Executivo no CiTi, Empresa Júnior do Centro de Informática da UFPE e Presidente do Conselho na Federação Pernambucana das Empresas Juniores de Pernambuco (FEJEPE), participando da Co-construção do Planejamento estratégico da Rede para 2019-2021.

Atualmente ocupa o cargo de Coordenador da área de Gestão de Produtos da Avantia, conduzindo as iniciativas estratégicas da empresa no desenvolvimento e gerenciamento do seu portfólio de Produtos Digitais.