BLOG

5 dicas de gestão de risco no ambiente escolar

Todo ambiente precisa de um bom planejamento administrativo que priorize a segurança. A gestão de risco no ambiente escolar é fundamental e precisa ser uma preocupação constante do diretor, já que lida com grande fluxo de alunos, sendo crianças e adolescentes de diversas idades. Neste contexto, o cuidado deve ser redobrado.

Acidentes, brincadeiras perigosas, vulnerabilidade dos alunos na entrada e saída são apenas a ponta de um mau gerenciamento de riscos no ambiente escolar. Um alerta que já tem sido levantado neste início de ano letivo de 2020 é relacionado a brincadeira “Roleta humana”, onde duas pessoas dão uma ‘rasteira’ em outra na tentativa de girá-la. Em novembro de 2019, uma adolescente morreu ao participar da brincadeira em Mossoró (RN). Até mesmo o comportamento dos alunos precisa ser foco de atenção das instituições.

Outros problemas podem ser identificados quando não existe uma gestão eficiente na área, sem recursos de vigilância adequados:

– Perdas e furto
– Uso de materiais ilícitos
– Conflitos
– Presença de pessoas não autorizadas
– Atuação indevida de colaboradores, entre outros.

Para o Diretor do Colégio Marista Nossa Senhora de Nazaré, em Belém (PA), Iranilson Lima, usar um serviço de qualidade principalmente para a área de segurança é necessário para ter cuidado de dentro para fora da instituição. “Como em toda escola, vivemos situações diversas relacionadas a segurança humana, e por isso estamos sempre buscando por opções que nos ajudem no campo educacional. As tecnologias com certeza fortalecem nossa prática educativa”, comentou Lima em palestra no Security Talks Recife 2019.

Saber destas tendências e locais perigosos para os alunos é imprescindível para identificar quais são os grandes gargalos de segurança na escola, evitando assim situações que coloquem os alunos em situações de risco. Veja a seguir 5 dicas para aprimorar a gestão de risco no ambiente escolar.

A gestão de riscos no ambiente escolar é fundamental para a segurança da integridade de alunos e professores

A gestão de riscos no ambiente escolar é fundamental para a segurança da integridade de alunos e professores

1. Desenvolva um plano de análise de risco no ambiente escolar

Através da análise de riscos, todos os possíveis eventos são analisados e planos de ação podem ser elaborados para prevenção de acidentes e ocorrências negativas. Identificar as fraquezas é a base para fortalecer a gestão de uma instituição – inclusive estudantil.

Diante dos constantes indicadores de violência urbana e até dentro das escolas, a prevenção de riscos são assuntos de ordem no ambiente escolar. Para fazer esta análise, alguns pontos precisam ser respondidos, como a vulnerabilidade do local a alguma ameaça específica, os impactos negativos dessa ameaça e a probabilidade dessa ameaça afetar as pessoas e a instituição.

Nesta etapa são usados gráficos, registros de eventos e sequências, observação de rotina e outras técnicas, que fazem parte da gestão de risco.

2. Identifique situações e locais perigosos para fazer a gestão de risco

Pátios, quadras, playground e brinquedotecas podem ser os locais mais comuns para acidentes com alunos, seja nas primeiras fases da infância, ou já entre os alunos de ensino médio. No caso da estrutura desses ambientes, é importante manter os locais com piso nivelado, se existem materiais enferrujados e manter escadas com fitas antiderrapantes.

Quanto ao fluxo de pessoas, um local claro de risco para alunos e a instituição como um todo são os acessos. Ter o controle de entrada e saída de alunos e veículos pode evitar colocar em risco a integridade de todos com a presença de pessoas indesejadas e mal intencionadas.

3. Oriente os alunos dos principais riscos nas atividades e brincadeiras

A comunicação clara por parte da escola com seus alunos sobre os perigos que rondam o ambiente escolar é fundamental para a proteção de todos. Palestras sobre os riscos de certas brincadeiras, alertas sobre interação com estranhos na entrada e saída, riscos de violência sexual e demais perigos podem ser a garantia de uma vida escolar mais consciente.

Também é importante aliar as práticas escolares com ações de proteção patrimonial e o discurso claro de que o ambiente estudantil é inclusivo e seguro para todos. Manter este diálogo com os alunos pode permitir maior confiança na instituição e assim, impactar no processo educacional também.

sala de aula_gestao de riscos

4. Modernize seus sistemas de segurança

A educação já anda de mãos dadas com a tecnologia há bastante tempo. Instituições de ensino que contam com modernos sistemas de segurança tem mais opções de gerir os riscos no ambiente escolar, visualizando, por exemplo, envolvidos em uma briga ou o momento da entrada e a identificação de estranhos na escola. Lembrando que o diálogo e a educação são mais eficazes na educação dos alunos, se há envolvimento deles em alguma situação perigosa.

A tecnologia atua como um complemento neste cenário, já que permite a visualização dos acontecimentos, o monitoramento do fluxo em diferentes áreas da instituição e até a detecção de de determinadas situações dentro do ambiente escolar, como retirada de objetos de valor, contagem de pessoas dentro de uma sala, reconhecimento facial de suspeitos nas entradas da instituição, monitoramento de invasão e outras possibilidades do uso de tecnologia inteligente no sistema de segurança.

LEIA TAMBÉM: Como a tecnologia pode ajudar as escolas que sofrem com a violência

5. Integre soluções de controle de acesso de pessoas e veículos

Como a educação dentro de uma instituição é prioridade, a segurança deve estar bastante estabilizada. Um sistema que integra sistemas de controle de acesso, segurança predial, monitoramento e entrada de veículos pode ser um grande auxílio para os gestores das instituições, que poderão se dedicar ainda mais para o exercício educacional.

Pensando nisso, a Avantia criou o AMS (Avanti Monitoring System) Educação, que une diversas soluções com pouco custo, já que a instituição não precisa renovar os equipamentos de videomonitoramento que já possui.

Contratando tecnologia de segurança como serviço, a instituição de ensino não precisa mobilizar grandes recursos para compra de equipamentos. Os antigos podem ser integrados ao AMS que usa inteligência artificial para aumentar a capacidade de capturar eventos.

Fale conosco para entender mais desta solução e como podemos ajudá-lo a ter mais eficiência na segurança e gestão de risco no ambiente escolar.