BLOG

Sua empresa pode sofrer um atentado. Você está preparado?

Os frequentes casos de ataques violentos e alguns tipos de atentado nas cidades brasileiras são um infeliz motivador para o investimento em segurança. Neste cenário, não apenas quem está nas ruas está vulnerável, mas também estabelecimentos comerciais, empresas, instituições de ensino e outros tipos de negócio. Diante dessa tensão, as equipes de segurança, por vezes, se veem de mãos atadas frente a essa realidade e não sabem como melhorar o bem-estar de funcionários e clientes, que podem sofrer consequências.

Acompanhe o artigo e entenda como é possível driblar este cenário, aplicando tecnologias focadas no monitoramento e prevenção de eventos perigosos em estabelecimentos ou instituições de ensino.

cadeado

Negligência a atentados físicos

Muitos casos de atentado demonstram a necessidade de fortificar o controle de pessoas, monitorando corretamente quem entra e sai da propriedade ao longo do expediente. A negligência a ataques físicos ainda é uma questão que impede muitos gestores de investirem em sistemas de segurança patrimonial. Com a preocupação cada vez maior com a vulnerabilidade cibernética, a segurança de estrutura por vezes fica em segundo plano.

Muitos gestores de segurança costumam atribuir falhas no plano de segurança ao mal desempenho de funcionários que atuam diretamente com o controle de entrada e saída de funcionários e visitantes ou à equipe responsável por observar as telas de vídeo, quando há um sistema de monitoramento por câmeras instalado. No entanto, mesmo os profissionais mais habilitados podem ter dificuldade em realizar um controle eficaz quando há um enorme fluxo de pessoas ou quando há câmeras demais para se observar.

Como evitar que sua empresa esteja em perigo

Agir preventivamente é o primeiro passo para se obter um cenário de confiança para aqueles que frequentam o edifício diariamente. No ramo de segurança eletrônica, uma das soluções mais difundidas para esse intuito é o videomonitoramento, pois permite um bom acompanhamento remoto da propriedade, evitando deslocamentos desnecessários da equipe física, além de fornecer dados importantes sobre a rotina do ambiente.

Algumas táticas oferecem ainda mais qualidade e precisão ao seu sistema de videomonitoramento, garantindo uma vigilância bastante otimizada para a sua instituição de ensino. Confira a seguir detalhes sobre elas.

Reconhecimento facial

Essa tecnologia costuma ser aplicada em locais com intenso fluxo de pessoas, como shopping centers e escolas, posicionando câmeras com esse tipo de software nas entradas principais. Por meio da análise inteligente de vídeo, o programa consegue identificar, entre as gravações obtidas, traços faciais que identifiquem cada indivíduo automaticamente, gerando listas nas telas de monitoramento com o rosto de cada pessoa.

Após isso, é possível ainda fazer o cruzamento com um banco de dados de suspeitos atuantes na região para que alarmes sejam disparados quando essas pessoas específicas adentrarem a propriedade. O software mostra na tela a porcentagem de similaridade entre o rosto da pessoa capturada pelas câmeras e o rosto de algum indivíduo que consta na lista de suspeitos.

As tecnologias usadas no AMS permitem o reconhecimento facial e linguagem corporal

As tecnologias usadas no AMS permitem o reconhecimento facial e linguagem corporal

Controle de acesso

Os portões de acesso são geralmente movimentados nos horários de pico (entrada, intervalo e saída), tornando o gerenciamento por parte dos funcionários praticamente impossibilitado. Catracas eletrônicas são equipamentos bastante eficazes, principalmente se atuarem de forma sincronizada às câmeras de segurança, registrando o momento exato em que cada pessoa passa por determinado local e mantendo o local preparado contra um atentado.

Ainda é possível associar as catracas com cartões magnéticos, biometria, tags  eletrônicas (em formato semelhante a botons para serem fixados nas fardas dos alunos), QR codes enviados por aplicativos de celular, entre outros. Essas opções podem ser configuradas para permitir acessos diferenciados e grupos que possuem frequências distintas no local, separando funcionários de visitantes e clientes, por exemplo.

Monitoramento de perímetro

Esse último método é bastante importante para evitar possíveis intrusões e um atentado, como indivíduos pulando muro ou se aproveitando de algum portão que foi deixado aberto para entrar no local. Através da análise inteligente de vídeo, programas detectam automaticamente quando situações assim aparecem nas câmeras, gerando um alerta imediato à equipe de monitoramento. Dessa forma, não há chances de tentativas de invasões passarem despercebidas, mesmo quando a equipe está observando várias câmeras simultaneamente. Por consequência, é fornecida maior proteção aos limites da propriedade.

A Avantia é referência em tecnologias para monitoramento de imagens e associação com sistemas para controle de acesso. Entre em contato conosco para realizar um projeto de segurança preventiva em sua empresa, estabelecimento ou instituição de ensino, garantindo maior identificação e tratamento para situações de perigo, além de conferir maior produtividade às suas equipes de segurança.